Hemato-oncologia

VOLTAR

A abordagem diagnóstica em Hemato-Oncologia (estudo das neoplasias hematológicas) deve ser feita de acordo com a classificação dos tumores dos tecidos hematopoiético e linfóide da Organização Mundial de Saúde (OMS 2008, revista em 2016), baseada nos dados morfológicos, imunofenotípicos, genéticos e clínicos.

O diagnóstico e a avaliação do prognóstico das neoplasias hematológicas, sendo multidisciplinar, pressupõe uma estreita colaboração entre os serviços clínicos e o laboratório. Deste modo será feito um uso racional dos recursos existentes, não deixando de se efectuar os testes considerados necessários para os fins pretendidos, que implicam, muitas vezes, o recurso a amostras obtidas por exames invasivos.

As principais neoplasias hematológicas são:

  • Neoplasias mieloproliferativas (leucemia mielóide crónica BCR-ABL1+, leucemia neutrofílica crónica, policitémia vera, mielofibrose primária, trombocitémia essencial, leucemia eosinofílica crónica e neoplasia mieloproliferativa não classificável).
  • Neoplasias mielóides/linfóides com eosinofilia e anomalias dos genes PDGFRA, PDGFRB ou FGFR1 ou PCM1-JAK2.
  • Neoplasias mielodisplásicas/mieloproliferativas (leucemia mielomonocítica crónica, leucemia mielóide crónica atípica BCR-ABL1-, leucemia mielomonocítica juvenil, neoplasia mielodisplásica/mieloproliferativa com sideroblastos em anel e trombocitose e neoplasia mielodisplásica/mieloproliferativa não classificável).
  • Síndromes mielodisplásicas (SMD com displasia unilinhagem, SMD com sideroblastos em anel e displasia unilinhagem, SMD com sideroblastos em anel e displasia multilinhagem, SMD com displasia multilinhagem, SMD com excesso de blastos, SMD com del(5q) isolada, SMD não classificável e citopenia refractária da infância).
  • Leucemia mielóide aguda e neoplasias relacionadas.
  • Neoplasias de células blásticas dendríticas plasmocitóides.
  • Leucemias agudas de linhagem ambígua.
  • Leucemia/linfoma linfoblástico (B ou T).
  • Leucemia/linfoma linfoblástico de células NK.
  • Neoplasias linfóides de células B maduras [leucemia linfocítica crónica/linfoma linfocítico, linfocitose B monoclonal, leucemia prolinfocítica B, linfoma esplénico da zona marginal, tricoleucemia, linfoma/leucemia esplénico de células B não classificável, linfoma linfoplasmocítico, gamapatia monoclonal IgM de significado indeterminado (MGUS IgM), gamapatia monoclonal IgG/A de significado indeterminado (MGUS IgG/A), mieloma de plasmócitos (mieloma múltiplo), linfoma de MALT, linfoma nodal da zona marginal, linfoma folicular, linfoma do manto, linfoma B difuso de grandes células, linfoma plasmablástico, linfoma de Burkitt, etc.].
  • Neoplasia linfóides de células maduras T e NK (leucemia prolinfocítica T, leucemia de grandes linfócitos granulares T, doença linfoproliferativa crónica de células NK, leucemia agressiva de células NK, leucemia/linfoma de células T do adulto, síndrome de Sézary, linfoma anaplásico de grandes células, etc.).
  • Linfoma de Hogkin.
  • Doenças linfoproliferativas pós transplante.
  • Neoplasias de células histiocíticas e dendríticas.
Se tiver alguma questão adicional envie-nos um email para secretaria@germanodesousa.com ou ligue para 800 209 498.

Artigos Relacionados